logo da clinica naturale diretor medico Clínica Naturale I - São Paulo
Av. Moema , 87 cj 51-52
Moema – São Paulo
Parking : Al. dos Jurupis 452
Fone: 11 50511075
Clínica Naturale II - Interior
Avenida Antonio Ometto, 525
Limeira – São Paulo
Fone 19 34538490
HOME Conheça a Clínica Médicos Agendamento Hospital Email

Aesthetic News

Search

Informações sobre Dermatologia, Cirurgia Plástica e Cirurgia Vascular para Pacientes e Profissionais de Saúde
Information on Dermatology , Plastic Surgery and Cosmetic Veins Treatments for Patients and Health Professionals
Information à propos de Dermatologie , Chirurgie Plastique et Phlébologie Esthétique pour Patients et Professionnelles de la Santé

linkfrançais Français linlenglish English
    corporal
  facial
  setor masculino
  cirurgia plástica
  botox
  preenchimento profundo
  peeling
  varizes
  hiperhidrose
  celulite
  depilação laser
  fotorejuvenescimento
  thermacool
  fio russo
  acne
  estrias
   

ESTÉTICA CORPORAL

  Corpore Naturale
  Síndrome de Desarmonia Corporal
  Celulite
  O que é celulite ?
  Estágios da celulite
  Fatores que favorecem
  Diferenças de homens e mulheres
  OTipo Físico
  Peso, Células Gordurosas   e Celulite
  Perguntas e Respostas
  Alterações da Gordura
  Excesso de Gordura
  Gordura Localizada
  Gordura regionalizada
  Alterações Musculares
  Flacidez Muscular
  a importância dos exercícios
  Tratamento da SDC
  O programa Corpore Naturale
  O Círculo Virtuoso do Tratamento
  Fase I - Avaliação Médica
  Consulta
  Bioimpedância
  Termografia
  Fase 2 – Orientação
  Orientação Nutricional
  Orientação Esportiva
  A escolha dos exercícios
  Fase 3- Tratamentos da SDC
  A escolha do Tratamento
  Aplicação local
  Drenagem_linfatica
  Eletromioestimulação eletrônica
  Vacuoterapia
  Hidrolipoclasia ultra-sônica
  Eletrolipoforese
  Lipoaspiração
  Lipoescultura e subcisão
  Lipoescultura
  Hidrolipoaspiração - HLPA
  Vibrolipoaspiração
  Laserlipólise
  Lipolight
  Lipoescultura e Subcisão
  Tratamento da SDC
  Fase 4 - Manutenção
  Manter os resultados
  Mais sobre SDC
 

O Belo, a Arte, a Medicina,

 

a Filosofia e a Mulher

 

Perguntas e respostas

 

Texto completo PDF

 

Termografia

Fase 1 - Consulta Médica e Exames Complementares

    É um exame não invasivo, realizado com um sistema  criado na Itália, e onde folhas com Cristais Líquidos de Colesterol, que tem a capacidade de mudar a emissão de cores em bases consistentes e previsíveis. Desta forma é possível determinar mudanças de temperatura na superfície da pele, e observar, junto com a consulta clínica,  o estágio da Celulite. Cada estágio tem características próprias que podem ser observadas na Termografia. Conhecer o estágio da Celulite é importante para o prognóstico. Variam de 1 a 4 .  Se os estágios são mais iniciais é possível esperar desaparecimento completo do problema, com o tratamento, se são mais avançados é possível esperar uma considerável melhora, mas não a recuperação total. Os estágios 1 e 2 são considerados iniciais e os estágios 3 e 4 considerados avançados. A Termografia, de uma maneira muito simples, apenas aplicando as folhas duplas com os cristais de colesterol sobre a pele, e realizando uma fotografia digital, pode determinar o estágio da Celulite, e contribuir para a determinação dos componentes da SDC – Síndrome de Desarmonia Corporal.

Estágios da Celulite

            A Celulite se apresenta em quatro estágios de evolução. Enquanto mostramos o que acontece em cada estágio aproveitaremos para falar sobre os mecanismos de formação de Celulite.

 

Condição Normal

 Na condição normal o tecido gorduroso é ricamente irrigado, as células gordurosas são de tamanho e formas normais. Os vasos são eficientes e tem formato normal. Não existe edema e a Termografia  (um exame que demonstra o grau de Celulite)  é normal.

 

-Estágio 1

 Acontece um aumento de volume  das células do tecido gorduroso na região afetada ocasionado por acúmulo de gordura dentro da célula. Não existe alteração circulatória e dos tecidos de sustentação, apenas uma discreta dilatação das pequenas veias do tecido gorduroso. Não há sinais visíveis na pele e nem dor. Na Termografia  pode aparecer o aspecto chamado “Moucheté” que representa aumento de temperatura provocada por edema e hiperpermeabilidade dos capilares sangüíneos.

Estágio 2

As células gordurosas ficam um pouco mais cheias de gordura, e as que ficam na parte mais profunda começam a sofrer o mesmo processo. Já aparece um certo grau de fibrose, que se piorar, começa a formar micronódulos na fase seguinte. O aumento do volume das células provoca alteração circulatória por provocar a compressão das microveias e vasos linfáticos. O sangue e a linfa (líquido aquoso que banha as células)  ficam represados. Ocorre então um maior “inchaço” das células gordurosas e detritos tóxicos, que deveriam ser eliminados, começam a ficar acumulados. A ação hormonal normal da mulher retém líquidos, que piora ainda mais o inchaço. O uso de anticoncepcional e as gestações, ainda por ação hormonal, vão inchando o tecido e piorando as alterações. Na pele já é possível se observar irregularidades à palpação e ainda não existe dor. Na Termografia o aspecto “Moucheté” é mais característico aparecendo edema e estase sangüínea demonstrados por áreas de temperatura aumentada.

Estágio 3

As células continuam aumentando de volume por causa da contínua aquisição de gordura e edema. Ocorre uma desordenação do tecido e aparecimento dos nódulos que apesar de mais profundos, são vistos como irregularidades na superfície da pele, mesmo sem palpação. Começa a existir uma fibrose, que é o endurecimento do tecido de sustentação (onde estão as fibras) e a circulação fica ainda mais comprometida. Podem aparecer os vasinhos e microvarizes. A pele tem o aspecto parecido com “Casca de Laranja”. Ocorre a sensação de peso e cansaço nas pernas (Deve-se lembrar que a Celulite é relacionada com problemas circulatórios funcionais  locais, e nesse estágio a circulação no tecido gorduroso já está com problemas). Na Termografia  aparece o aspecto de “Pelle di Leopardo” que é a presença de inúmeras manchas termográficas, denotando a desorganização do tecido, com várias temperaturas e a presença de edema e estase venosa.

Estágio 4

O inchaço desordenado das células gordurosas é acentuado, o tecido de sustentação se torna mais endurecido (fibroesclerose) e a circulação local de retorno, venosa está muito comprometida. Nesse estágio, a Celulite é dura e a pele fica “lustrosa”, cheia de depressões, com aspecto acolchoado. As pernas ficam pesadas, inchadas, doloridas e a sensação de cansaço está freqüentemente presente, mesmo sem esforço. Na Termografia aparecem os aspectos anteriores já descritos e surgem os “Black Holes”, ou “Buracos Negros”, que são regiões de circulação diminuída, representando uma coalizão de vários micronódulos em macronódulos e a presença de significativa fibrose.

Localização da Celulite

A Celulite pode se localizar em várias regiões do corpo. Existe uma predileção pela região glútea, a região lateral da coxa, a face interna e posterior da coxa, o abdômen, a nuca, a parte posterior e lateral dos braços e a face interna dos joelhos, mas em pessoas predispostas pode atingir até mesmo os tornozelos.

 

Seguimos os princípios do código de conduta Web de medicina e saúde. A informação é oferecida para  educação , não necessariamente  são técnicas praticadas na Clínica Naturale. Não substitui opinião médica em atendimento formal. Se você tem um  problema de saúde, contacte seu médico . O objetivo do ato médico, como em toda a prática médica, constitui-se da obrigação de meio e não de fim ou resultado. Informações e textos são produzidos por médicos da Clínica Naturale e não recebem fundos ou propaganda de qualquer empresa ou pessoa. O site é custeado pela própria clínica. Adaptado ao decreto CFM 1974/2011 que regulamenta comunicação médica e não permite fotos antes /depois de procedimentos . Fotos e desenhos  são meramente ilustrativos. Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento. copyright © 1998-2012 Clínica Naturale. last actualization: